terça-feira, 30 de setembro de 2008

Melhor resultado, impossível!

Bom, passado alguns dias após o Grenal, com algumas reflexões e conversas de boteco travadas com amigos eu cheguei a uma conclusão.
Esse resultado vergonhoso, pra um time que almeja o título, contra um ocupante do meio da tabela, foi a melhor coisa que aconteceu para o Grêmio nesse segundo turno do BR-08.
É impossível, um time com o tipo de torcida que tem o Grêmio, com jogadores experientes, com os salários em dia e com a estrutura oferecida, não tomar um chacoalhão violento.
A coisa que mais me deixou feliz foi ver o Léo, indignado, chorando, mostrando que o time quer reagir. Podem anotar, o Grêmio ganhou esse campeonato, após sofrer essa derrota vexatória, para um time que ocupa a metade da classificação e que tá jogando só pra cumprir tabela. Se o Grêmio tivesse perdido esse jogo por uma diferença irrisória de gols, ou até mesmo empatado, com um escore magro, como 1x1 ou 2x2, eu ia ficar preocupado, mas essa goleada vai servir pra alguma coisa.

O que mais me preocupa, não é o time do Grêmio, nem os adversários que ainda temos pela frente. Tão pouco o Palmeiras, que tem um time limitado, com uma torcida oportunista, mas que tem um bom técnico e muito dinheiro. Não me preocupa mesmo. Me preocupa pelo fato de a gente estar jogando esse campeonato contra toda a mídia do centro do país, condicionando arbitragens e fazendo pressão no elenco do Grêmio.

O Grêmio liderou o campeonato por quase 15 rodadas e quando muito, saía algum destaque sobre algum jogador tricolor. Porém, do Corínthians (série B), Vasco (futuro rebaixado), Santos (=vasco), Fluminense (= aos anteriores), todos os dias saía alguma coisa sobre o cabelo novo do Lulinha, ou sobre a birra do Edmundo com um gandula, ou sobre o brinco do Cléber Pereira, ou sobre uma furada do Somália. E isso influencia e como. Jogador de futebol, está no limiar entre atleta e artista. É inegável que todos os jogadores de grandes clubes, são como atores de um filme de sucesso. Todos gostam da paparicação da mídia, das mulheres, dos donos de festas (exceto homens como Victor, Dinho e Sandro Goiano). Aí tá, lá tá o Réver, gastando a bola, fazendo poucas faltas por jogo e jogando na defesa menos vazada do campeonato. Liga a tv na segunda-feira, pós rodada, e vê os caras falando do LUÍS ALBERTO, do GLADSTONE, do JÉCI! Porra, é de ficar de cara. Não valoriza o trabalho do cara, isso acaba influenciando no rendimento do time. Talvez esse seja um dos fatores de o Grêmio não estar conseguindo segurar jogadores por mais de uma temporada. Hugo e Diego Souza são alguns exemplos.
Por falar em Diego Souza...o cara foi absolvido depois da agressão gritante que ele fez no cara do Cruzeiro.

Quanto vocês apostam que o Tcheco vai pegar no mínimo uns 3 jogos por causa do que aconteceu no Grenal?


Enfim, o Grêmio é assim. Quando parece que as coisas estão perdidas, ele suga forças do fundo da alma pra conseguir o objetivo. Chocolate galático, cavalo paraguaio? Isso vermelhos e cornetas, sigam fazendo isso. Dia 07/12/2008 o Grêmio vai jogar contra o Galo, com o Olímpico completamente lotado e vai levantar o caneco! Ostentando o título de campeão nacional, durante todo o ano vindouro, que por sinal, é o do centenário vermelho. Tem flauta melhor?

3 comentários:

Pedro disse...

bah, exatamente oq eu acho, esse sacode ai, vai reagir, contiuar empurrando com empate n ia leva a lugar algum, so deus queira q o roth mude a tatica e algm fique direito nas laterias....
mas na boa véio, o foda msmo, é ve o GREMIO sendo chamado de cavalo paraguaio por torcedores de times varzeanos, q n passam de lixo (vi mto disso na comunidade do xport) gremio fico tempo pra caralho no primero colocado, torcida absurdamente assidua, e um dos q mais tem titulos.... lamentavel a inveja de alguns torcedores...

Luane Mondin disse...

não sei querido Alex, só sei que foi 4x1 :DD aoieuoeuoueoue

Aline Dias disse...

4x1 é bonito, mas concordo que a liderança vale bem mais.
Futebol não é meu forte!