segunda-feira, 4 de agosto de 2008

O mesmo.

Eu sinceramente acho estranho quando alguém vai falar algo sobre si próprio e começa a sentença assim:

- Bah, eu sou bizarro...

Mesmo que o "bizarro", seja colocar a meia direita antes da esquerda.

Eu por exemplo, não posso me sentar em lugar algum, com alguém à minha esquerda, ou andar na rua numa situação parecida. Sinto como se o meu braço esquerdo fosse cair. Sinto um peso enorme, como se alguma coisa tivesse me puxando para baixo. Entretanto, eu me considero uma pessoa super normal. Eu também considero extremamente normal, fumar uma carteira de cigarro, vendo qualquer jogo do Grêmio. Sem falar no cúmulo da normalidade, sentir o lado esquerdo do meu rosto despencar, assim que eu passo do 4º copo de cerveja.
Não conseguir dar nós em gravatas e abrir saquinhos de pão, são coisas que me irritam muito, mas também não considero isso nenhuma bizarrisse da minha parte.
Bizarro mesmo, pra mim é acordar de manhã, chegar no banheiro e me olhar no espelho. Mesmo sabendo que o meu rosto vai estar exatamente igual ao que estava ontem.

4 comentários:

Sandrine disse...

Tens um problema com teu lado esquerdo, hein?

Mas então, o importante é ser você *joga o microfone pra galera cantar*

(L)

Sara disse...

hufishfdusiphfdusipafhadsuip
sabe esse troço do lado esquerdo?
Eu tenho o mesmo. Todo mundo tem que estar do meu lado direito.
fdhsuiafphsdufiphsdufishdfishdfuips

Anônimo disse...

bãi

eu preciso pensar primeiro antes de saber qual lado meu é o lado esquerdo

moloko_velocet disse...

eu tbm preciso saber qual lado meu eh o esquerdo... mas tohs em tempo de fazer isso... :D

beijos